Páginas

Menu Geral

Menu 2

Menu 3

quinta-feira, 21 de abril de 2011

SUPER PESQUISAS: Sumérios, acádios, amoritas, assírios e caldeus: Os povos da Mesopotâmia

Acesse o Link Acima e saiba muito mais sobre a Mesopotâmia

Mesopotâmia
Localiza-se entre os rios Tigre e Eufrates. A grande importância dessa região é que ela sofreu a dominação de vários povos por conta de sua vantajosa situação geográfica “entre-rios” (meso – pótamos = Mesopotâmia). Seus conquistadores foram: Sumérios, Acádios, Amoritas (primeiro Império Bebilônico), Assírios e Caldeus (segundo Império Babilônico). A Mesopotâmia tem duas regiões geográficas distintas: ao Norte a Alta Mesopotâmia ou Assíria, uma região bastante montanhosa, desértica, desolada, com escassas pastagens, e ao Sul a Baixa Mesopotâmia ou Caldéia, muito fértil em função do regime dos rios, que nascem nas montanhas da Armênia e deságuam separadamente no Golfo Pérsico.




Os Sumérios (antes de 2.000 a.C) Provávelmente foram os primeiros povoadores da Mesopotâmia. Estabeleceram-se na região sul da Mesopotâmia, onde havia pântanos e desertos e organizaram-se em cidades-Estados, cuja as principais cidades são: Ur, Uruk, Lagash e Nipur. O governante, chamado de patesi, era ao mesmo tempo o chefe militar, político e religioso. A economia baseava-se, principalmente na agricultura e no o comércio. Sua principal contribuição foi a escrita Cuneiforme (sinais em forma cunha “riscos”, feito com o auxílio de pontas de vime sobre pranchas de argila mole), criada principalmente para registrar as transações comerciais.A civilização acabou por causa da rivalidade entre as cidades-Estados, o que enfraqueceu os sumerianos e os deixou vulneráveis á invasões. Os Acádios os derrotou e tomou o que era dos Sumérios para si.

Os Acádios (antes de 2.000 a.C) Grupos de nômades, vindos do deserto da Síria. Estabeleceram-se na região dos Sumérios, estendendo-se mais para o norte, criando novas cidades, cuja principal cidade era Acad e o principal governante Sargão I. A economia baseava-se na agricultura e no comércio. A principal contribuição foi o fato de que sob o domínio dos Acádios que ocorre a primeira unificação entre os povos da Mesopotâmia. A civilização acabou porque se encontrava devastada por um povo chamado Guti, vindo dos Montes Zagros, que invadiu e saqueou, então foi fácil para os Amoritas conquistar os Acádios.
Os Amoritas: Primeiro Império Babilônico (2000 a.C.-1750 a.C.) Os Amoritas era um povo nômade que vivia no deserto da Arábia. No início do segundo milênio a.C., a região da Mesopotâmia constitui-se em um grande e unificado Império que tinha como centro administrativo cuja a principal cidade era a Babilônia, situada nas margens do rio Eufrates. A economia baseava-se na agricultura e no comércio. O governante que mais se destacou foi Hammurabi, ele gerou a principal contribuição de sua civilização, elaborando leis que ficaram conhecidas como Código de Hammurabi, que tinha como base um código sumeriano “Ur-nammu”. O “Código de Hammurabi” apresenta uma série de penas para delitos domésticos, comerciais, ligados à propriedade, à herança, à escravidão e a falsas acusações, sempre baseadas na Lei de Talião: “Olho por olho e dente por dente”. A civilização acabou pois, após a morte de Hammurabi, a Mesopotâmia foi abalada por sucessivas invasões, até a chegada dos assírios,que a conquistou.
Os Assírios (1300 a.C.-612 a.C.) De origem semita (o termo Semita tem como principal designação o conjunto lingüístico composto por uma família de vários povos, entre os quais se destacam os árabes e hebreus, que compartilham as mesmas origens culturais), os Assírios viviam do pastoreio e habitavam as margens do rio Tigre. A partir do final do segundo milênio a.C. passaram a se organizar como sociedade altamente militar e expansionista. Realizaram diversas conquistas e expandiram seu domínio para além da própria Mesopotâmia, chegando ao Egito. As principais cidades- Estado do Império Assírio foram Assur e Nínive. A economia passou á basear-se na agricultura, no comércio, pilhagens e tributos pagos pelos povos conquistados. As principais contribuições dessa civilização foram à translação dos povos para inibir rebeliões, pois, uma vez que misturavam os povos, suas culturas e línguas se misturavam. Essa e outras táticas de conquista e guerra foram suas principais contribuições, carrregadas de extrema crueldade. Os principais governantes foram Sargão II que entre outras cunquistas destruiu a Babilônia e Assurbanipal que invadiu o Egito e tomou Tebas. A civilização acabou, pois, mesmo com o exército, o Império não conseguiu se sustentar, em grande parte, pelo fato de que a maioria da população do Império não gostava do regime ao qual estavam submetidos e se rebelaram. Entre as cidades-Estados, o que enfraqueceu os Assírios e os deixou vulneráveis á invasões. Assim,facilmente os Caldeus os conquistaram.

Os Caldeus: Segundo Império Babilônico ou Novo Império Babilônico (612 a.C.-539 a.C.) Povo de origem semita que se estabeleceu na Mesopotâmia no início do primeiro milênio a.C., os Caldeus foram os principais responsáveis pela derrota dos Assírios e pela organização do Novo Império Babilônico. Eles reformaram a Babilônia e fizeram dela sua principal cidade-Estado. Nabucodonosor foi o governante mais conhecido dos Caldeus. Governou por quase sessenta anos e após sua morte os persas dominaram o Novo Império Babilônico. A economia baseava-se na agricultura e no comércio. As principais contribuições foram os Jardins Suspensos da Babilônia (uma das sete maravilhas do mundo antigo). Quando eles conquistaram Jerusalém, realizam a primeira deportação de judeus para a Mesopotâmia, episódio conhecido como “O Cativeiro da Babilônia”. O Império dos caldeus durou pouco, 73 anos, pois foi incorporado ao Império Persa.
Postar um comentário

História Antiga

Loading...

Noticias da História Brasileira

Loading...

Noticias da Historia Geral

Loading...