Menu

Menu II

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

SUPER EVENTOS: CIDADES: Memória, Patrimônio e Ensino de História em Mato Grosso - Lançamento de Livro



A entrelinhas editora e o SESC Mato Grosso tem o prazer de convidar para o lançamento do Livro Fronteiras de imigração no caminho das águas do Prata: italianos em Mato Grosso 1856 a 1914, da Profª Drª Cristiane Thais do Amaral Cerzosimo Gomes, da UFMT/Rondonópolis, Doutora em História Social. Fronteiras de imigração no caminho das águas do Prata: italianos em Mato Grosso 1856 a 1914.

Profª Drª Cristiane Thais do Amaral Cerzosimo Gomes

O presente estudo acompanha, historicamente, dimensões e significados do movimento de italianos para a Província/Estado de Mato Grosso, via bacia do Prata, no período de 1856 a 1914, apreendendo diferentes trajetórias e experiências vividas por esses imigrantes no processo de apropriação e reapropriação de espaços em terras mato-grossenses. Essa abordagem acerca da presença italiana em Mato Grosso, em tempo de livre navegação e conexão comercial com os países do Prata, propõe-se a investigar as diferentes maneiras de como essas experiências imigrantistas foram elaboradas em termos culturais e incorporadas às tradições, sistemas de valores, idéias e formas institucionais do viver, do trabalhar e do fazer mato-grossense. Realizado com pesquisa em relatos de viajantes, relatórios de presidentes de província e registros - consulares, eclesiásticos, memoriais, jornalísticos, policiais e censuários -, este trabalho possibilitou acompanhar dimensões dos modos de viver da população mato-grossense e da participação dos italianos no processo de constituição social de Mato Grosso, bem como fatores de desenraizamentos e o próprio ato de imigrar/reemigrar desses agentes históricos, formando redes de parentesco, no caminho das águas atlânticas e da bacia do rio da Prata, promovendo outras formas de contatos e interculturalidades. Nessa perspectiva, a partir de depoimentos de gerações sucessivas de italianos em Mato Grosso, foi possível conhecer particularidades das ações cotidianas desses imigrantes e formas de convivência e sociabilidades em diversos ambientes imigratórios de Mato Grosso, além de acompanhar diferenciadas histórias que levaram homens, mulheres e crianças a abandonarem seus espaços, ambientes e regiões de origem rumo às terras e mato-grossenses, através do caminho das águas do Prata.

Postar um comentário