Menu

Menu II

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Professores da UFMT avaliam proposta do governo e mantém greve



Os professores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) se reuniram esta manhã, e decidiram manter o movimento grevista. Eles consideraram insuficiente a proposta de reajuste salarial feita pelo governo federal, de 4% para os professores, a partir de março do ano que vem, além de criar o Plano de Carreira, que entra em vigor em setembro deste ano. A proposta foi apresentada na sexta-feira (26).
O presidente da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (Adufmat), Carlos Alberto Eilert, afirmou, anteriormente, que a proposta não foi a esperada pela categoria, que reivindicava 14% de aumento. A greve afeta diretamente mais de 45 mil alunos, distribuídos nos campi Cuiabá, Médio Araguaia, Rondonópolis e Sinop. O movimento grevista iniciou no dia 24.

Fonte: Só notícias. AC
Postar um comentário